O homem do saco

               É tarde da noite e Porco Pino está sozinho em casa. Aproveita a ausência dos pais que foram jantar fora, para assistir ao seu programa predileto na televisão: Terror no cemitério. O programa está apenas começando quando toca o telefone...
               Uma história de mistério para todas as turmas da escola nas aulas de leitura que acontecem no ambiente da biblioteca, no mês de julho.

O pote vazio


                O Imperador da China precisava encontrar um sucessor, já estava velho e não tinha mais família. Quem cuidaria da China quando ele se fosse? Lançou um desafio para as crianças interessadas no trono: daria sementes a elas para que cuidassem durante um ano, e aquele que mostrasse ter feito o seu melhor, seria o próximo Imperador. 
                Esta foi história do mês de junho nas aulas de biblioteca, para todas as turmas.

João sem medo

  
       Entre as fábulas deste livro está a do João, um homem que não sentia medo algum, por isso mesmo é que recebeu o apelido de João sem medo. Ele viajava pelo mundo a procura de alguma coisa que lhe desse medo, ficou sabendo de uma casa mal-assombrada e foi em busca dela, para ver com os próprios olhos se era verdade mesmo que quem lá dormia ou amanhecia morto ou maluco. 
       Foi esta a história de terror contada na biblioteca em aulas de leitura no mês de maio, para os alunos de 1º ao 9º ano.

                                                              

      A Maria era uma ovelha que vivia no campo junto com as outras ovelhas. Ela fazia sempre tudo o que as outras ovelhas faziam: subia e descia morro, caminhava pelo deserto ou pelo gelado pólo, comia jiló sem gostar; até que percebeu que ela não precisava fazer o que as outras faziam se isso não lhe fizesse bem. Começou a pensar da sua maneira e percebeu que assim era melhor. Essa foi a história do mês de maio para os alunos do Pré I e II durante as aulas de leitura.


Ler, ouvir e contar

 
                        Ler, contar e ouvir histórias é sem dúvida uma ação que leva o estudante a imaginar, a criar, a se transportar para espaços desconhecidos explorando-os e decifrando os códigos presentes. A leitura permite que o aluno domine a linguagem em todos os seus aspectos (linguísticos, emocionais, culturais,...)
                       O projeto de leitura “Ler, ouvir e contar” tem como objetivo desenvolver o hábito da leitura de poemas, contos, romances e textos diversos; desenvolver a comunicação(oralidade) por meio da socialização das leituras realizadas.
Vilma Hemkemeier - Professora de Português das turmas 6º01, 6º02, 7º01, 7º02, 7º03, 9º01 e 9º02




Personagens de histórias

        
      Orientados pela professora de Português Teresa Ponstein, os alunos da turma de 6º ano 03 confeccionaram com materiais recicláveis um personagem que mais lhe chamou a atenção na leitura de seu livro. 

Bolsão do gibi

     


     Foram espalhados pelo pátio interno da escola quatro bolsões de gibis, com a possibilidade de leitura antes da aula e no recreio.

O coelhinho insone

     O coelhinho não queria dormir sozinho em seu quarto, como não tinha irmãos, resolveu dormir na casa de um amigo. Mas a cada lugar que ia para dormir, alguma coisa não funcionava: barulho demais, cheiro desagradável, espinhos e luz acesa. O que fazer se não conseguia dormir na casa de seus amigos?
      Em aulas de leitura os alunos de Pré ao 9º ano ouviram a história contada no mês de abril de 2017.

A tartaruga e a fruta amarela

      O escritor Ricardo Azevedo ouviu histórias que povo conta e reuniu-as em livros. A tartaruga e a fruta amarela é um conto de origem muito antigo, de tradição popular, já era contado bem antes de nossos tataravós existirem. Naquele tempo, quem ouvia e gostava, acabava contando para outras pessoas, que também passavam adiante. Assim, de boca em boca, o conto resistiu à passagem do tempo até se perpetuar no livro " Histórias que o povo conta".
      Aqui na escola, o conto se fez presente nas aulas de leitura  para as turmas de Pré ao 9ºano no mês de fevereiro de 2017.